domingo, 4 de março de 2012

Estratégias que promovem a inclusão


Estratégias que promovem a inclusão
Daniela Rosa da Silva



É preciso respeitar as resistências, mas, acima de tudo, é preciso tentar quebrar resistências para fazer a ação acontecer.


  • Conhecer todos os sujeitos que fazem parte do processo educativo;
  • Promover a formação docente;
  • Avaliar os processos de aprendizagem no início, no meio e no fim do ano letivo;
  • Desenvolver a linguagem da prática (exemplificando o máximo possível) na aula e na escola, cada situação didática;
  • Promover o compartilhamento de experiências;
  • Incentivar o compartilhamento da liderança;
  • Buscar apoio externo, sempre que necessário;
  • Assistir aulas dos colegas visando apoiar na resolução de problemas em sala de aula;
  • Adequar métodos, técnicas e instrumentos avaliativos, sempre que necessário;
  • Incluir a todos, independente das limitações, quaisquer que sejam elas;
  • Encarar cada aluno como possível;
  • Buscar integrar os alunos muito tímidos, muito calados e os quietos demais;
  • Compreender que os alunos hiperativos apresentam dificuldade de se concentrar por questões orgânicas, e não por que são preguiçosos;
  • Sempre trabalhar com atividades diferenciadas, considerando a heterogeneidade da turma;
  • Trabalhar com grupos focais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário